ALMADA 

BIORRESÍDUOS

No âmbito do projeto “Rede seletiva de biorresíduos no Concelho de Almada”, financiado pelo POSEUR, encontra-se em implementação um sistema de recolha seletiva de biorresíduos no concelho, que incluirá a instalação de uma rede de recolha porta-a-porta, bem como de contentores de proximidade (enterrados e de superfície). O projeto inclui já a recolha porta a porta na área da restauração, em algumas freguesias, pretendendo-se que esta seja alargada a todo o território.
A componente informar/educar a população, para comportamentos mais sustentáveis, nomeadamente na área da produção e gestão dos resíduos urbanos/resíduos alimentares e a importância da sua separação, está também incluída neste projeto, por ser uma componente fundamental para assegurar a adesão dos munícipes e a qualidade dos biorresíduos separados.
Em complemento à recolha seletiva de biorresíduos, o Município tem também em curso um projeto piloto de compostagem doméstica, o “Almada, Vamos Compostar”, onde se promove a valorização por compostagem, numa área com baixa densidade urbana, de moradias unifamiliares, sendo instalados compostores domésticos na casa dos participantes e fornecida informação de base para que sejam autónomos neste processo. Os resultados deste projeto piloto permitirão ampliar esta rede de compostagem doméstica a outras zonas do concelho.

Mais informações em:

www.cm-almada.pt/viver/higiene-urbana/recolha-de-biorresiduos

www.cm-almada.pt/viver/higiene-urbana/almada-vamos-compostar

Imagem_26.png

HERB

A participação de Almada no projeto europeu HERB, Holistic Energyefficient Retrofitting of Residential Buildings (Reabilitação Energeticamente Eficiente de Edifícios Residenciais), permitiu a remodelação energética exemplar de um edifício de habitação social de Almada incluindo isolamento da cobertura, isolamento térmico pelo exterior na fachada, janelas eficientes e um sistema único em Portugal de produção simultânea de eletricidade e água quente através de painéis solares híbridos.
A experiência realizada na remodelação deste edifício forneceu conhecimento relevante para a remodelação de outros edifícios de habitação social e não só, no concelho.

 BRAGANÇA 

 

RESIDÊNCIA DE ESTUDANTES

Reabilitação integral de edifícios devolutos no Centro Histórico para a instalação de novas residências para estudantes, tendo por objetivo dar resposta à escassez de alojamento para um público-alvo específico – os estudantes – e levar mais vida para o centro histórico da cidade.

Mais informações em: www.cm-braganca.pt/servicos-e-informacoes/noticias/noticia/braganca-investe-para-responder-a-falta-de- alojamento-estudantil

Imagem_17.png
Imagem_18.png

REQUALIFICAÇÃO E REFUNCIONALIZAÇÃO DE EDIFÍCIO PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM CENTRO DE RESPOSTAS INTEGRADAS

Reforçar os instrumentos disponibilizados pelo Município tendo por objetivo combater os comportamentos de risco relacionados com um público-alvo associado a situações de toxicodependência.

Mais informações em: 

www.cm-braganca.pt/cmbraganca2020/uploads/writer_file/document/9178/comunicacao_site_raf.pdf

Imagem_19.png

BENEFICIAÇÃO DO EDIFICADO DO BAIRRO DA COXA

Reabilitação integral dos edifícios de habitação social do Bairro da Coxa cuja propriedade é detida pela Câmara Municipal de Bragança (140 alojamentos), com o objetivo de existirem melhores condições habitacionais para os residentes nestes espaços.

Mais informações em: www.cm-braganca.pt/servicos-e-informacoes/logistica-e-mobilidade/contratacao-publica/aquisicao-de-bens-e- servicos/anuncio/reabilitacao-do-espaco-publico-do-bairro-da-coxa

Imagem_20.png
Imagem_21.png

REABILITAÇÃO DE DOIS EDIFÍCIOS NA RUA DOS COMBATENTES DA GRANDE GUERRA

Instalação da até Delegação Aduaneira no Centro Histórico.

Mais informações em: www.cm-braganca.pt/servicos-e-informacoes/logistica-e-mobilidade/contratacao-publica/aquisicao-de-bens-e-servicos/anuncio/reabilitacao-de-edificio-na-rua-combatentes-da-grande-guerra-para-a-instalacao-do-centro-de-inovacao-juridica

 

 VILA NOVA DE GAIA 

REABILITAÇÃO ENERGÉTICA EM CURSO NO EMPREENDIMENTO SOCIAL DE PEROSINHO

A autarquia está a proceder à reabilitação energética do espaço, ao nível das coberturas e fachadas, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Mais informações em: www.cm-gaia.pt/pt/noticias/reabilitacao-energetica-em-curso-no-empreendimento-social-de-perosinho/

Imagem_37.png
 

 GUIMARÃES 

PLANO DE AÇÃO PARA A ENERGIA SUSTENTÁVEL - HABITAÇÃO SOCIAL

Este projeto tem por objetivo a intervenção em edifícios de habitação social, com vista à melhoria da eficiência energética impactando não só a nível ambiental, mas também económico, através da redução da fatura, e social pela melhoria da qualidade de vida gerada de um público-alvo essencialmente mais desfavorecido.

Mais informações em: www.cm-guimaraes.pt/participar/guimaraes-mais-verde/noticia/camara-de-guimaraes-instala-energia-renovavel-na-reabilitacao-de-predio-social-de-urgezes

Screenshot 2021-06-29 at 17.29.04.png
Screenshot 2021-06-29 at 17.29.10.png
 

 ESTARREJA 

PROGRAMA CASA MELHOR

Descrição: Programa implementado em 2004, sob a forma de apoio financeiro, não reembolsável, atribuível em candidaturas anuais, a agregados familiares residentes no concelho de Estarreja que cumpram os critérios de elegibilidade definidos no Regulamento de Apoio ao Programa Casa Melhor, quer a nível socioeconómico quer da tipologia da intervenção.

Objetivos: Promover a melhoria das condições habitacionais e incentivar à conservação do tecido habitacional, urbano e ambiental do município.

image7-29.png

Público alvo: Munícipes/agregados familiares residentes em habitação, propria permanente, degradada, e não disponham de capacidade financeira para custear as obras de conservação/beneficiação necessárias que garantam as condições básicas de conforto, segurança e acessibilidade.

 

Mais informações em: www.cm-estarreja.pt/habitacao

APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL DO MUNICÍPIO DE ESTARREJA

Descrição: Apoio económico destina-se às famílias residentes no município em situação de carência ou dificuldades económicas que, repentinamente, se viram confrontados com uma diminuição do seu rendimento disponível, por diferentes e diversificados motivos, a fim de facilitar o acesso e ou a permanência na habitação arrendada contribuindo para minimizar os encargos familiares mensais.

image5-25.png

Objetivos: Satisfazer progressivamente as carências habitacionais, priveligiando os munícipes com menor capacidade financeira para arrendar ou manter o arrendamento de uma habitação no mercado privado.

Público alvo: Todos os indivíduos maiores de idade, com residência há mais de um ano no município, com contrato de arrendamento.

 

Mais informações em: www.cm-estarreja.pt/noticias/8918

HABITAÇÃO SOCIAL 

Descrição: Atribuição e gestão de 48 frações habitacionais (sociais) municipais em regime de arrendamento apoiado, de acordo com a Lei n.º 81/2014, de 19/dezembro, na sua atual redação imposta pelas alterações da Lei n.º 32/2016 de 24/agosto e  Regulamento das Habitações Sociais do Município de Estarreja. A atribuição das habitações disponíveis é preferencialmente mediante procedimento de concurso público de classificação, de acordo com critérios de avaliação definidos e aprovados pela Câmara Municipal.

Objetivos: Garantir habitação condigna às famílias que, por motivos de ordem socioeconomica, não conseguem de forma autónoma aceder no mercado de arrendamento.

​Público alvo: Munícipes/agregados familiares que reunam cumulativamente as condições previstas no artigo 7.º do Regulamento, em termos socioeconómicos e habitacionais 

Mais informações em: www.cm-estarreja.pt/habitacao

 

 OLIVEIRA DO BAIRRO 

DAR VALOR É DAR VIDA

Descrição: O projeto piloto "Dar Valor é Dar Vida" consiste na recolha porta-a-porta de RUB (Resíduos Urbanos Biodegradáveis), em 50 habitações do Município de Oliveira do Bairro. 

Objetivos: Este projeto visa o aumento da quantidade e qualidade de resíduos a encaminhar para a produção de fertilizante natural, diminuindo assim a quantidade de resíduos urbanos a depositar em aterro e sensibilizar a população para a importância da separação dos resíduos a encaminhar para a reciclagem.

​Público alvo: Residentes no concelho de Oliveira do Bairro

Mais informações em: residuos.cm-olb.pt/#/darvalor

SEPARAR PARA + RECICLAR

Descrição: O projeto "Separar para + Reciclar" consiste na recolha seletiva porta-a-porta de resíduos recicláveis em 8 500 moradias de todas as freguesias do Município de Oliveira do Bairro. Para tal, foram adquiridos 25 500 contentores, com capacidade individual de 45 litros, para a recolha de resíduos de papel e cartão, de plástico e metal e de vidro, para distribuir pela população de Oliveira do Bairro mediante inscrição prévia no projeto. 

Objetivos: Este projeto procura a implementação de soluções que permitam melhorar os níveis de reciclagem e de outras formas de valorização de resíduos urbanos, no sentido de garantir o cumprimento das metas estabelecidas pela legislação em vigor. Procura-se, também, com este projeto informar e esclarecer a população sobre os problemas ambientais e promover a sua participação no domínio da gestão dos resíduos urbanos e, assim, promover a adoção de comportamentos ambientalmente mais sustentáveis.

​Público alvo: Residentes em moradias no concelho de Oliveira do Bairro

Mais informações em: residuos.cm-olb.pt/#/separar+reciclar

SEPARAR PARA + POUPAR

Descrição: O projeto "Separar para + Poupar" consiste na adaptação de contentores enterrados e instalação de contentores semienterrados com sistema de controlo de acesso em zonas piloto nas freguesias de Oiã e Oliveira do Bairro.

Objetivos: Este projeto visa a promoção de uma gestão mais eficiente dos resíduos e fomentar a sua valorização com o objetivo de diminuir a deposição em aterro, assim como permitir uma maior adequação do valor cobrado relativo aos resíduos produzidos pelos munícipes abrangidos. 

​Público alvo: Residentes e comerciantes nas zonas piloto de Oliveira do Bairro e Oiã

Mais informações em: residuos.cm-olb.pt/#/payt

OBSERVATÓRIO DE RESÍDUOS DE OLIVEIRA DO BAIRRO

Descrição: O Observatório de Resíduos de Oliveira do Bairro permite aos munícipes aceder a análise de indicadores e comparativos mensais da sua ação no âmbito dos projetos de gestão de resíduos desenvolvidos pelo Município. Esta plataforma permitirá, também, o reconhecimento de metas propostas e alcançadas por utilizador.

Objetivos: Esta plataforma procura agilizar a transição para um modelo de gestão PAYT com uma interface específica e orientada para as exigências e necessidades do cidadão. 

​Público alvo: Esta plataforma procura agilizar a transição para um modelo de gestão PAYT com uma interface específica e orientada para as exigências e necessidades do cidadão. 

Mais informações em: residuos.cm-olb.pt/#/home

INFORMAÇÃO ATUALIZADA EM 15 DE DEZEMBRO DE 2021