icons-02.png

ENERGIA

 

 ALMADA 

MISSÃO REDUZIR

O Projeto Missão Reduzir, promovido pela AGENEAL, Agência Municipal de Energia de Almada, e pela Câmara Municipal de Almada, teve como objetivo sensibilizar e mobilizar a população de Almada para a adoção de boas práticas diárias no consumo de eletricidade, no contexto escola e também em casa.
O projeto disponibiliza informação prática e dicas úteis de como poupar energia e utilizá-la de forma mais eficiente.

 

 

ESTAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DO PARQUE DA PAZ

Almada tem a primeira Estação da Biodiversidade, em contexto urbano, do país. Esta Estação, faz parte da Rede nacional EBIO de Portugal, que inclui mais de 40 estações de norte a sul do país, constituídas por percursos pedestres, sinalizados através de painéis informativos, que revelam as principais riquezas da biodiversidade do local, como se de um guia de campo se tratasse.

A EBIO do Parque da Paz, o maior parque urbano do concelho, integra um percurso circular, com cerca de 2km de extensão, devidamente sinalizado e apoiado com 6 painéis de grande formato instalados em locais de especial interesse. Nestes painéis é possível conhecer algumas das espécies mais emblemáticas de animais e plantas, com destaque para as aves, répteis, anfíbios e mamíferos, bem como plantas em flor e insetos.

 

A criação desta estação enquadra-se no Plano de Ação Local para Biodiversidade e na Estratégia Local de Educação e Sensibilização para a Sustentabilidade, de iniciativa municipal.

 

REDUNA

ReDuna é o nome de um projeto municipal que tem vindo a recuperar o sistema dunar das praias de S. João da Caparica, aumentando a capacidade de retenção das areias e tornando o cordão dunar mais resistente à erosão provocada pelo vento e pelo mar. As dunas são barreiras físicas naturais fundamentais para proteger o litoral da ação dos ventos e das ondas, e limitar o recuo da linha de costa. São também zonas de elevada importância ecológica, onde habitam mais de 50 espécies diferentes de plantas e animais.

O projeto utiliza soluções de base ecológica e a instalação de paliçadas de vime, que têm a função de reter as areias transportadas pelo vento. Ao mesmo tempo, são plantadas espécies dunares adaptadas a estes ecossistemas, como o estorno, o cardo-rolador, o cravo-das-areias e a camarinha, essenciais para fixar as areias e estimular a biodiversidade local. Paralelamente foram definidos e instalados novos acessos, com estruturas próprias para esse efeito, de modo a limitar-se o pisoteio e a circulação pelas dunas. Todo o processo de restauração ecológica da duna é monitorizado regularmente, em parceria com Centros de Investigação e Universidades.

 

 

FILMES E LIVROS DE NATUREZA

Porque só amamos o que conhecemos, a Câmara Municipal tem investido na criação de livros e filmes sobre o valioso património natural do concelho de Almada, fruto de colaborações com fotógrafos e realizadores prestigiados e universidades e instituições de referência.

Estas obras tornam-se depois recursos de informação e sensibilização ambiental que estão disponíveis para consulta na Casa Municipal do Ambiente e em

Bibliotecas Municipais, Bibliotecas Escolares do concelho, etc. As edições vídeos estão também disponíveis no canal Youtube da CMA (algumas das ligações abaixo).

 GUIMARÃES 

 

EDIFÍCIO AUTOSSUSTENTÁVEL

ACADEMIA DE GINÁSTICA DE GUIMARÃES

A “Academia de Ginástica de Guimarães” situa-se no “Parque da Cidade”, um parque localizado praticamente no centro da cidade de Guimarães, com uma área de cerca de 30 hectares.
Construído com materiais inovadores, tecnologia de ponta e um grau de eficiência energética exemplar, ao consumir a energia produzida pelo próprio imóvel, o edifício está dotado de condições para a prática de ginástica de formação e alto rendimento. O edifício, ambientalmente de excelência, com recuperações de calor e consumos energéticos compatíveis com o uso, próximos da autossustentabilidade, beneficia da orientação solar livre e relaciona-se com o Parque da Cidade e encosta da Penha, interligando-se igualmente com a Ecovia de Guimarães.

GUIMARÃES FOR CIRCULAR ECONOMY: APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS VERDES

A Câmara Municipal de Guimarães, através da empresa municipal VITRUS Ambiente, distribui gratuitamente às escolas do Ensino Básico do concelho lenha para aquecimento proveniente da limpeza e desmatação de caminhos públicos.
A iniciativa pretende rentabilizar os recursos disponíveis, reduzir o desperdício e proteger o ambiente da desflorestação, promovendo uma política de entreajuda na comunidade. A VITRUS é a entidade responsável pela limpeza e desmatação de caminhos públicos, como são os casos da Rota de São Torcato, Rota da Citânia, Rota da Penha, Caminho Real e Pista de Cicloturismo, onde pontualmente procede à recolha de árvores caídas e de troncos resultantes das podas efetuadas no concelho, distribuindo depois o material lenhoso pelos estabelecimentos de ensino.