icons-05.png

ALIMENTAÇÃO

 

 ALMADA 

ECO-MERCADOS DE RUA

Em Almada há vários mercados de rua onde é fácil fazer compras preferindo produtos frescos, de produção local e com menor impacto ambiental. Os Mercados Biológicos de Almada e Cacilhas, organizados pela Agrobio, e o Mercado da Horta/Almada Green Market no Parque da Paz, são mercados regulares onde se pode falar diretamente com os produtores, conhecer a origem dos produtos e ter acesso a soluções de consumo mais sustentáveis. O Mercado de Natal Amigo da Terra é um outro projeto municipal que ao longo dos anos tem promovido marcas, designers e artesãos locais e nacionais que criam e sugerem produtos e serviços que podem ser ofertas de Natal eco-conscientes.

 

REDE DE HORAS MUNICIPAIS

Em Almada está a ser desenvolvida a Rede de Hortas Municipais do Concelho de Almada, que é constituída por um conjunto de áreas com aptidão hortícola, adequadas ao desenvolvimento de projetos de agricultura urbana e à criação de espaços de produção alimentar local.

Esta Rede pretende fomentar o aproveitamento agrícola do território, promovendo a segurança alimentar, o consumo de proximidade e o comércio local, a preservação do solo, água e biodiversidade silvestre, e contribuir para a concretização da Estrutura Ecológica Municipal e dos corredores ecológicos que garantem a conectividade dos ecossistemas e dos serviços ambientais que proporcionam. A implantação da Rede de Hortas Municipais visa também fomentar as relações de vizinhança, a integração social, a valorização do espírito comunitário, e a cooperação de cidadãos, associações e instituições.

 VILA NOVA DE GAIA 

 

COMBATE AO DESPERDÍCIO ALIMENTAR

Reconhecendo os elevados custos sociais, económicos e ambientais causados pelo desperdício de alimentos o Município de Vila Nova de Gaia, no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, elegeu este tema para sensibilizar a população para a necessidade de adotar ações simples que estão ao alcance de todos e contribuir para a redução do desperdício de alimentos. Para o efeito desenvolveu uma campanha online, que alerta para as consequências do desperdício alimentar aos diversos níveis e apresenta solução para a sua mitigação.

REDE MUNICIPAL DE HORTAS URBANAS

A implementação da Rede Municipal de Hortas Urbanas tem como objetivo responder ativamente à crescente procura de espaços urbanos para instalação de hortas, criando condições para a prática da agricultura sustentável em contexto urbano.

Através deste projeto, o Município de Vila Nova de Gaia pretende garantir a satisfação das necessidades da população e maximizar os benefícios decorrentes da prática da agricultura urbana, quer para o ambiente quer para a qualidade de vida das pessoas, designadamente: a geração de micro-rendimentos familiares, a promoção da coesão social, das relações inter-geracionais e inter-culturais, o melhoramento do solo e do equilíbrio do ciclo hidrológico urbano e a melhoria do acesso a produtos agrícolas de elevada qualidade, que contribuam para uma alimentação mais saudável e ecológica."

PACTO DE MILÃO

A adesão do Município ao pacto de Milão que levou à adoção de um conjunto de boas práticas na área da alimentação escolar e cantinas municipais. A uniformização dos lanches escolares ou a introdução de peixe fresco uma vez por semana nas escolas. O fornecimento de fruta e outros produtos como o tomate ou a cenoura para acompanhamento dos lanches. Foram medidas implementadas que concorrem para o objetivo de diminuir a pegada ecológica do município, reduzindo o peso da alimentação e ainda melhorar a saúde, através do aumento do consumo de frutas e legumes.

 GUIMARÃES 

 

HORTA PEDAGÓGICA DE GUIMARÃES

A Horta Pedagógica possui uma área de cerca de 10 hectares, localiza-se na Veiga de Creixomil e é atravessada pela ribeira de Couros (afluente principal do Rio Selho). A Horta Pedagógica de Guimarães foi pensada com a ideia de que o espaço de habitar deve partilhar do equilíbrio com a natureza, tornando esses dois lugares complementares, parte de um mesmo imaginário.

São inúmeros talhões destinados aos cidadãos, escolas e de usufruto da CMG. Impacta diretamente mais de 1500 pessoas. Inclui também talhões inclusivos para cidadãos com mobilidade reduzida.

Screenshot 2021-06-29 at 15.10.27.png
Screenshot 2021-06-29 at 15.10.19.png

RE-FOOD GUIMARÃES

A missão do Movimento Re-food é a de eliminar o desperdício de alimentos e a fome, envolvendo toda comunidade numa causa comum.

O RE-FOOD é um projeto eco – humanitário baseado 100% em trabalho de voluntariado e assenta em três pilares estruturais:
1 - Resgatar 100% do excedente alimentar, não vendido, dentro de uma área de atuação micro local.
2 - Proporcionar alimento a 100% das pessoas com carências alimentares, dentro desta mesma área.
3 - Procurar envolver 100% da comunidade no desenvolvimento, operacionalização e apoio a este projeto.

Screenshot 2021-06-29 at 15.10.53.png